Carro parado por muito tempo: Como voltar a rodar sem problemas

Ter um carro com quilometragem baixa ajuda na hora da revenda. 

É sinônimo que o veículo ainda tem seus componentes em bom estado.

Porém, deixar o carro por longos períodos sem uso pode acarretar problemas.

O veículo foi feito para rodar. Inúmeros problemas podem surgir devido a inércia do veículo.

Assim, nós do Acelerauto.com iremos apresentar algumas dicas essenciais para colocar este carro às ruas novamente.

1 – Limpeza Interna

Primordialmente, o primeiro passo é realizar a limpeza interna do carro. 

Em alguns casos, você pode se deparar com restos de alimentos, insetos, folhas, embalagens, papéis ou outros elementos.

Além disso, o interior pode contar fungos, lodo e até bactérias que proliferaram durante o período que ficou parado.

É muito importante que você faça a higienização do sistema de climatização.

Do mesmo modo, atente para a necessidade da troca do filtro do sistema de climatização/ventilação.

Realizar inspeção visual se existe algum local que ficou mofado ou apresenta visualmente algum tipo de alteração.

2 – Limpeza externa

Em seguida, o segundo passo é realizar a limpeza externa.

Dessa forma, é bom iniciar pelos limpadores de para-brisa que tem grandes chances de estarem ressecados e sem eficiência.

Se o limpador ficou apoiado no vidro, existe a grande chance de que ele esteja deformado e apresentará funcionamento ineficaz.

Depois de verificar os limpadores e constatar que estão em perfeitas condições, agora é hora de testá-los. 

Molhe o vidro com o esguicho do carro e observe como o limpador se comporta. 

Ressalta-se que deve-se ter certeza de que o limpador encontra-se em boas condições, porque um limpador de parabrisa ressecado pode danificar permanentemente o vidro.

3 – Bateria

Vamos falar da bateria! É o primeiro componente a sofrer com a ação do tempo.

Por certo, o carro mesmo desligado, consome energia da bateria com luzes de alerta, leds e outros componentes.

Ademais, outro ponto relevante a ser destacado é que, caso a bateria descarregue, a programação eletrônica do veículo ficará desregulada.

Assim, o relógio, acionamento dos vidros elétricos e acionamento do alarme são os itens mais comuns a apresentarem mudanças.

Consulte o manual do seu veículo para restabelecer a programação anterior.

4 – Pneus

Outro item que rapidamente sofre com a inércia do carro é o pneu.

Como resultado, o mais comum, é que os pneus fiquem descalibrados, chegando até a encostar as rodas no chão.

Pois, no caso em que a roda literalmente encoste no chão, é preciso observar se o atrito causou algum rasgo, furo ou dano ao pneu. Tudo isso, pode comprometer a segurança do carro.

5 – Óleo e fluidos

Recomenda-se que se o carro ficou parado por mais de 06 (seis) meses, deve-se trocar o óleo.

Dependendo do caso (mais graves), será necessário trocar todos os fluidos do carro.

Se o carro ficar menos de 06 (seis) meses parado, recomenda-se cuidado especial na hora de ligar.

Ao ligar o veículo, aguarde alguns minutos sem executar qualquer tipo de aceleração para que todas áreas do motor sejam lubrificadas.

O combustível também deve ser verificado, por que até este possui validade. A gasolina, por exemplo, pode se deteriorar dentro do tanque de combustível.

6 – Freio de mão

Deixar o carro por longo período parado e com freio de mão acionado pode fazer com que as lonas de freios fiquem coladas.

Assim, dificultando a liberação do veículo em muitos casos.

7 – Correias e mangueiras

Outro item de suma importância são as correias e mangueiras.

Ademais, quem já passou por algum problema com estes itens sabe o quanto é trabalhoso.

Com o carro parado por muito tempo, as correias e mangueiras podem ressecar e apresentar vazamentos ou até rompimentos.

É de extrema importância observar as condições das mangueiras e correias do carro que ficou parado e trocar tudo que estiver com aspecto muito seco.

8 – Mudar carro de posição

Procure mudar o carro de posição no local para evitar a sobrecarga de peso em apenas uma parte do pneu.

Assim, é muito importante que você, antes de fazer uso contínuo do carro, realize a mudança de posição e observe a simetria do pneu.

9 – Alinhamento e balanceamento

No retorno com o carro à vida rotineira e ativa, procure levar o veículo para verificar o alinhamento e balanceamento.

Tal medida, é muito importante até mesmo para monitorar o futuro desgaste dos pneus ou até promover algum rodízio de pneus no veículo.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.