É preciso aquecer o motor do carro antes de sair?

É preciso aquecer o motor do carro antes de sair?

Certamente, hoje vamos esclarecer mais uma polêmica. 

Ademais, no passado, o ato de “esquentar” o carro era algo obrigatório para quem pretendia alcançar uma boa durabilidade do motor.

Porém com avanço da tecnologia empregada nos motores e no sistema de lubrificação, será que ainda é preciso realizar o procedimento?

Na época do carro a álcool, com afogador e carburador,  tínhamos que ligar o carro e aguardar alguns  minutos. Ou seja, que o motor trabalhasse um pouco, ainda parado, para chegar a uma temperatura mais próxima da ideal para começar o deslocamento.

Injeção eletrônica

Créditos: Pexels

A injeção eletrônica eliminou a necessidade de esquentar. Além disso, boa parte dos carros novos têm sistema de partida a frio.

Por isso,  há o aquecimento das partes móveis, o que faz com que atinja a temperatura ideal de funcionamento enquanto com agilidade, cerca de 5 a 10 minutos depois de começar a andar.

Atualmente, aquecer o motor enquanto o carro ainda está parado, mesmo no inverno, é absolutamente desnecessário. Basta entrar no carro e ligar o veículo. Os poucos minutos que leva para entrar no carro, apertar o cinto e verificar os espelhos e o painel são suficientes para deixar tudo em ordem.

Posso sair acelerando logo de início?

Agora vamos esclarecer algo muito importante. Embora não precise aquecer o veículo, o motorista não deve pisar fundo nos primeiros minutos.

Enfim, o especialista, Renato Romio, chefe da Divisão de Motores e Veículos do Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia, esclarece como rodar os primeiros 10 minutos sem agredir demais as peças frias do carro.

“O jeito ideal de aquecer o motor é acelerar aos poucos. Não é bom aquecer o carro em marcha lenta ou sem acelerar”, afirma. “O ideal é acelerar aos poucos quando pegar o carro.”

E o Etanol?

Créditos: Pexels

Da mesma forma funciona os veículos abastecidos com Etanol. Assim também, tanto faz o tipo de combustível que o veículo leva. O sistema que injeta o líquido no motor não sofre tanta interferência da temperatura externa.

Mas e quem gosta de aquecer? Prejudica?

Os motoristas mais precavidos não precisam ficar preocupados. Aquecer o veículo não prejudica a durabilidade do motor, porém, também não traz maior durabilidade.

Deslocamentos curtos com o carro

Contudo, evite realizar somente pequenos deslocamentos com o carro, principalmente, se o trajeto incluir trânsito intenso.

O que acontece é que, ao deslocar curtas distâncias, o veículo vai ser sobrecarregado com acelerações, frenagens e motor sendo forçado de maneira muito rápida.

Logo, não é possível realizar as acelerações graduais.

Além disso, enquanto o veículo não atingir sua temperatura ideal, o consumo de combustível vai aumentar, exatamente, porque ainda não alcançou a condição ideal de funcionamento devido ao tempo.

Especialistas afirmam que utilizar o carro para trajetos muito curtos ainda pode ser prejudicial, reduzindo o  tempo de vida útil do motor.

Porém, veículos com alta quilometragem podem ter motores muito bem conservados se rodados nas condições ideais.

Usar o carro em deslocamentos curtos com o motor frio ou em trânsito intenso configura o conhecido “uso severo”. Nessas condições o veículo necessitará de antecipar as trocas de óleo, bem como os elementos filtrantes, os cabos e as velas.

Não é preciso aquecer o motor do carro antes e sair.

Créditos: Freepik

Por fim, aprendemos que não é preciso “esquentar” o carro. Contudo, nos primeiros minutos depois da partida o carro deve ser acelerado de maneira gradual.

Uma prática comum e interessante é dar partida e aguardar que o ponteiro de temperatura se movimente. Em sequência iniciar o deslocamento sempre lembrando de acelerar de maneira gradual.

Alguns motoristas conseguem até perceber a mudança do som do motor depois que este atinge a temperatura ideal.

Atualmente, muitos carros possuem indicadores que o motor ainda encontra-se frio. Com isso, o motorista deve seguir as orientações do manual do veículo e sempre observar os indicadores luminosos do painel.

Fonte: G1

Autoesporte

Uol Carros

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.