Xixi de cachorro nas rodas do carro. Como acabar com isso?

O brasileiro ama seus pets. Ter um cachorro significa ter um companheiro em casa. Porém, muitas vezes, este companheiro acostuma-se a urinar nos pneus e rodas do veículo de seus donos. Muitos acham que a urina é inofensiva para o veículo, contudo há alguns alertas sobre isso.

A urina do animal é ácida, e pode sim causar danos estéticos, financeiros e de segurança. Calotas podem ficar manchadas, rodas corroídas e borrachas desgastadas.

O que pode acontecer?

Quando o pet urina rotineiramente em uma roda, os componentes metálicos como parafusos, disco de freio e cubo da roda, inicial um processo de corrosão. 

Muitos motoristas só se atentam para isso no momento que precisam efetuar a troca de pneus. Infelizmente, em muitos casos, os parafusos ficam grudados chegando a quebrar durante alguma troca de pneu.

Em outros casos, o cubo da roda fica preso de tal maneira que somente é possível retirar após muitas marretadas, literalmente.

Em situações extremas, a urina pode danificar o sistema de freios.

Como se proteger?

Donos de carros que possuem rodas de ferro e usam calotas devem atentar e manter uma rotina de verificação e limpeza com maior atenção. O ideal, nestes casos, é realizar a limpeza diária, ou seja, implementar isso em sua rotina.

Uma outra solução mais prática é oferecida no mercado. Em sites especializados e marketplaces, existe um produto que parece uma calota em que se protege as partes metálicas das rodas tapando-a com um componente de plástico.

O produto pode ser encontrado facilmente nestes sites e pode trazer bastante comodidade e evitar prejuízos.

Em pesquisa pela internet, encontramos outra solução muito interessante e com muitos casos de sucesso. Além disso, não causa qualquer stress ou dano para os animais. 

A solução envolve encher garrafas pets com água e posicioná-las em frente às rodas, simples assim, este experimento tem diversos relatos de sucesso pela internet. Com certeza, vale o teste.

Outra dica importante é deixar um objeto mais alto que o pet próximo aos pneus, com isso, aumenta-se a chance que o animal utilize o objeto como poste.

Importante salientar, ainda, que borrachas como a do próprio pneu, também podem ser danificadas pela urina.

O que mais pode ser afetado?

Cães mais altos, podem urinar em suspensões e conexões, podem gerar ainda maiores danos. As partes emborrachadas costumam permitir maior penetração do xixi do cachorro e, assim, resulta na diminuição da vida útil dos componentes.

Já as pessoas que não tem cachorro mas o carro fica por muito tempo estacionado na rua, vale redobrar a atenção para esta situação. Realizar a limpeza das rodas com mais frequência e lubrificação de parafusos e componentes metálicos.

Cabe destacar que toda limpeza deve ser efetuada com a utilização de sabão neutro.

A melhor escolha

A melhor escolha é realizar a educação do seu cão. Existem formas amigáveis de ensinar o seu pet.

Nem sempre a utilização de produtos é a melhor escolha.

Urinar para “marcar território” faz parte da natureza do animal, e por isso, também é preciso que o dono tenha compreensão com o cachorro.

Conclusão:

O xixi dos cães podem causar prejuízos financeiros, estéticos e de segurança. É muito importante cuidar dos componentes de seu veículo e também dos pets. Sugerimos a utilização de soluções que não causem danos ou sofrimentos para os animais. Assim, a utilização de capas protetoras em rodas torna-se uma excelente solução para esta situação.

Já a solução caseira envolvendo garrafas pets, por não causar danos aos animais, ser de baixo custo e fácil implementação, vale o teste.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.